DESAFIOS

DESAFIO DE FEVEREIRO – SEMANA 1

7 de fevereiro de 2018

Se você não tem ideia do que é este desafio de fevereiro, na semana passada me desafiei a registrar os aprendizados do mês deste mês (dá uma olhadinha no post). Fiz isso inspirada no post do Gabriel da Shoot The Shit e também pra entender/perceber como é, durante um mês inteiro, extrair reflexões e aprendizados do dia, sem deixar que ele passe em vão.

Essa primeira semana foi de muita preguiça. Pelo menos nos primeiros dias, chegava umas 22h eu tinha que repassar tudo o que tinha acontecido. É não é fácil memorizar as atividades de um dia quando não estamos prestando atenção o tempo todo. Ainda mais pra quem já não consegue lembrar de muita coisa, como eu hahahahah!

Acho também que o fato de ter esse compromisso de prestar atenção pra extrair aprendizados e ainda preencher uma planilha, fez com que eu acrescentasse mais uma atividade na rotina. E por ser nova, parece ainda mais fácil esquecer.

Mais ou menos depois do terceiro dia eu já fiquei um pouquinho mais atenta. Dividir isso no blog e instagram me deu esse senso de compromisso. Ainda que seja um compromisso só meu.

PRIMEIRA SEMANA

// DIA 1

No primeiro dia o que me chamou a atenção foi uma passagem do livro Roube Como Um Artista do Austin Kleon. Olha que interessante, ele fala sobre sairmos de frente do computador pra sentir que estamos de fato fazendo algo com os nossos corpos. No caso dele é de criar seus materiais numa mesa longe do computador. Ele diz sobre se sentir vivo e criativo fazendo isso.

Eu imagino que deve ser a mesma sensação de quem ama fazer academia, correr uma maratona, praticar algum esporte por anos… Sentir-se produtivo e ativo. Muito diferente da rotina de horários e compromissos da semana que na maioria das vezes é corrida, mas nos permite resolver a vida através do computador.

Resultado: comprei um tapete de yoga, pra tentar exercícios em casa.  

//DIA 2

Há dois anos eu comprei o livro Talmidim do Ed René. 2 anos! São meditações diárias, não sei como fiquei tanto tempo sem mexer nele, mas fato é que eu aproveitei o mês de janeiro pra começar essas meditações e, nesse segundo dia de desafio, li uma coisa muito interessante que ele compartilhou sobre confiança. Sobre estarmos o tempo todo buscando provar para as pessoas quem somos e o que somos capazes de fazer.

Fiquei pensando porque sempre me encontro em momentos assim. A frase que ele usou foi tão simples “quando há confiança, não precisamos provar nada a ninguém”. Mas sabe quando só depois de muito tempo dá aquele “estalo” e aquilo começa a fazer sentido? Tive esse momento e tomei como aprendizado desse dia.

//DIA 3

Faz, sei lá, dois anos que tento acompanhar os filmes indicados ao Oscar. Esse ano tô levando a sério, fiz até essa listinha aqui pra dar aquele “check” nos que já foram.

E aí que saiu no canal da Carol Moreira, um vídeo bem explicadinho sobre as regras do Oscar. Muito bom e esclarecedor. Legal entender como funciona esse mundo paralelo, hehehe! Se você também está nesta saga #Oscar2018, fica a dica!

//DIA 4

Domingo, dia de Super Bowl Justin Timberlake!
Até o horário do intervalo, tinha jogo ainda, hein?! Então comecei a fazer as famosas perguntar pro Hugo “por que demora tanto pro outro time ficar com a bola?”, “por que uma hora fulano tá sentado na outra no campo?” e por aí vai. E aconteceu que ele me explicou até fazer sentido. E FEZ! 

A mesma coisa aconteceu com a Fórmula 1. O dia em que eu quis entender, passei a assistir as corridas <3

Fechamos o domingo assim, assistindo a final da NFL… Sim, até o final hahah! Passei de um estado de tédio, para “tô entendendo o que tá acontecendo ali”.

//DIA 5

O quinto dia foi muito feliz e passou voando. Aprendi a mexer no kindle! :’)
Tem tanta funcionalidade legal que vou fazer um post só sobre ele. Era algo que queria a bastante tempo, então tô fuçando e curtindo bastante, rs!

// DIA 6

Comecei a ler um livro indicado pela Carol Moreira sobre roteiros de tv e cinema, chamado Na Sala de Roteiristas. Ainda tô no comecinho, mas numa espécie de entrevista com o primeiro roteirista mencionado no livro, Terence Winter (roteirista e produtor executivo de Família Soprano) explica porque roteiros de TV são melhores que os de cinema e olha o que ele respondeu:

“Porque na TV é o seu próprio programa, isto é, o programa do autor, ao passo que no cinema os roteiristas são muitas vezes eliminados do processo depois que o roteiro é entregue.”

Quem estuda cinema deve saber melhor do que ninguém como isso funciona, mas não sabia isso. Ele ainda fala sobre as mudanças que o diretor faz nos roteiros de filmes, que muitas vezes não tem NADA a ver com o roteiro original e depois vira aquilo que assistimos no cinema, um buraco na história e personagens rasos.

//DIA 7

Como boa usuária que sou, conheci a história do ponto de exclamação!!!
Acredita-se que ela tenha origem da palavra latina “lo”, que significa “viva”, grito de alegria <3
Essas duas letras, uma em cima da outra formam o ponto de exclamação como usamos hoje.

Essa história vai fazer mais sentido a hora que assistir a esse vídeo aqui:

RESUMINDO

Um monte de informações diferentes! Algumas experiências marcam muito mais do que outras, mas essa primeira semana me mostrou que nunca vou poder dizer que nada aconteceu, ou que as informações que absorvi não serviram pra nada. Ainda que eu não as use agora, uma hora vai fazer sentido.

Gosto muito dessa imagem abaixo. Esses pontos soltos que depois se interligam. Assim são os nossos dias e experiências. Nada é em vão. Partiu semana 2!

You Might Also Like

No Comments

Leave a Reply